Ajude nosso projeto a se manter em funcionamento

Melhores ferramentas para criar uma Intranet

Quem gerencia uma empresa é bom sempre ter em mente maneiras de melhorar a comunicação entre ela e os clientes. Ter uma boa hospedagem de site, por exemplo, já é meio caminho andado para que o site apresente sempre um bom desempenho.

A velocidade, a estabilidade e a segurança dos canais digitais sempre estão ligados à qualidade dos serviços de web hosting. Por isso, contar com uma boa empresa do ramo é fundamental para manter a presença digital.

Se a interatividade entre a empresa e os clientes é fundamental para que ela obtenha êxito e até se destaque entre os concorrentes, a situação não é diferente quando o assunto é a comunicação interna.

Tanto um pequeno, quanto um médio e um grande negócio são equipes, são um grupo de pessoas com visão, missão e valores bem definidos.

Para que os objetivos estipulados sejam atingidos, o time tem que estar unido, tem que estar na mesma sintonia. E é aí, quando o assunto é a interação entre os colaboradores, que entra em campo a intranet.

Ferramentas para criar, usar e gerenciar intranets

O que é e para que serve uma Intranet?

A intranet consiste em uma rede destinada para os funcionários de uma empresa, podendo ser uma empresa de caráter público ou de caráter privado.

A intranet, de uma maneira geral, obedece aos mesmos critérios e funcionalidades da Internet. Contudo ela é acessível apenas para os integrantes da organização, aos empregados ou terceiros que possuam autorização para a realização de acesso.

Assim como ocorre na internet nossa de cada dia, as intranets nas empresas são utilizadas para o compartilhamento de informações. As vantagens que isso gera para a empresa são várias.

Agilidade no trabalho, maior transparência na realização de serviços e redução de custos são apenas alguns dos recursos que a intranet pode proporcionar para um empreendimento.

Não é um exagero afirmar que um dos maiores benefícios de uma intranet é a possibilidade do compartilhamento de informações entre os colaboradores. Isso torna a empresa mais moderna e facilita a comunicação.

Quais ferramentas usar para criar Intranets?

Mas, diante de todas essas vantagens, quais são as melhores ferramentas para criar um sistema de comunicação interno eficiente para uma empresa?

Existem hoje em dia algumas alternativas bem interessantes que podem melhorar de maneira significativa a interação entre os colaboradores e os setores de uma empresa. Confira Algumas delas a seguir.

  • Rede Social Corporativa

De uns tempos para cá algumas empresas estão falando em rede social corporativa. O nome já diz tudo, trata-se de ter uma rede social (bem aos moldes das famosas Facebook, LinkedIn e outras) voltada basicamente para o uso interno de uma empresa.

Nesse quesito, uma ferramenta que cada vez mais ganha destaque é o Yammer, criado em 2008, mas comprada pela Microsoft em 2012.

O Yammer tem todas as características de uma rede social, pois os seus usuários podem criar postagens, serem seguidos por outros, bem como curtir e compartilhar arquivos dos mais variados formatos.

Para uma empresa, o Yammer é uma rede social corporativa que melhora a interatividade entre os colaboradores, inclusive tornando mais rápida e eficiente a realização de tarefas.

Um exemplo disso é que essa ferramenta também possibilita a criação de grupos de usuários para o cumprimento de uma atividade específica e, até mesmo, transmissões ao vivo de vídeo.

Não por acaso, o Yammer pode ser também bastante útil em ambiente acadêmico, sendo utilizado por professores e alunos.

  • Sistema Kanban Online

Essa é uma ferramenta dotada de excelentes recursos que podem determinar e controlar tarefas, coordenar projetos e auxiliar grandes equipes de trabalho, permitindo que os colaboradores mantenham o foco na realização dos seus objetivos.

Ao utilizar essa ferramenta, o gestor pode estipular funções, delegá-las a cada integrante da equipe, estar a par do desenvolvimento de trabalho e, até mesmo, determinar os prazos para que as etapas sejam devidamente concluídas.

Um dos aspectos mais vantajosos do Sistema Kanban é o fato dele ser intuitivo e ainda poder ser personalizado para vários tipos de empreendimento, sejam eles micros, pequenos ou grandes negócios.
O sistema pode ser utilizado, por exemplo, na organização interna, no acompanhamento dos procedimentos de vendas e também com intuito de estabelecer estratégias de Marketing Digital.

Diante disso, a ferramenta demonstra ser uma importante aliada para aqueles empreendimentos que possuem em sua essência a realização de trabalhos em equipe.

Nesse caso, agências de publicidade, escritórios de uma forma geral e desenvolvedoras de softwares poderão se beneficiar muito com os recursos oferecidos por essa tecnologia.

Assim como o Yammer, o Intranet Now tem várias características de uma rede social corporativa.

Entre os seus recursos, vale mencionar a possibilidade de efetuar postagens, de receber notificações, de realização de enquetes, agendamento de publicação e criação de grupos.

Além disso, é uma ferramenta responsiva, que pode ser usada também em dispositivos móveis. Isso a torna bastante versátil, viabilizando também o trabalho em regime de Home Office, em que o colaborador pode realizar as tarefas de onde ele estiver.

Conclusão

A interação entre os colaboradores de uma empresa é tão importante quanto a comunicação com os clientes. E ter uma intranet profissional faz toda a diferença para melhorar a comunicação interna.

Por esse motivo, em se tratando de melhoria na qualidade do trabalho de uma empresa, não deixe de conhecer as ferramentas apresentadas e as soluções que elas podem oferecer para o seu negócio.

O que são sitemaps? Qual sua importância nos projetos web?

Um projeto web para apresentar os resultados satisfatórios deve contar com algumas premissas básicas. O registro de domínio é uma delas, afinal, graças a um bom nome de domínio o seu projeto tem a credibilidade e o profissionalismo que você exige.

Qual a importância de Sitemaps em projetos Web Java

Curso de Java Online Com Certificado - Como ser programador profissional

Neste artigo de nossa apostila Java Progressivo, iremos sair um pouco do conteúdo técnico de programação e passar um pouco de nossa experiência sobre o mercado de trabalho brasileiro para quem deseja ganhar a vida como programador.

Como se tornar um programador Java profissional

Curso de Java com certificado

Entre dúvidas por comentários, no fórum e por e-mail, sobre classes, objetos, herança, polimorfismo e outros assuntos dessa sopinha de letras que é a Orientação a Objetos em Java, surge sempre um tema um pouco diferente: trabalho.

Isso mesmo, programação é algo tão apaixonante que uma das primeiras coisas que as pessoas pensam é em trabalhar, viver e ganhar dinheiro com isso. Nada mais natural, todos tem contas para pagar e sonhos a serem realizados que só são possíveis com dinheiro.

A importância da programação já foi abordada em diversos artigos de nossa apostila, principalmente nos mais básicos, mas pra resumir: olhe em torno de você. Veja seu computador, netbook, tablet, celular, som, tv digital, carros modernos, GPS, relógios etc etc.

Repare tudo que for digital.
Reparou?
É programação. Só funciona porque existem programadores que criaram.
Resumindo: é algo que tá fazendo tanto parte da vida das pessoas que não digo que é importante, é essencial. Se tiver dúvida, pergunte para algum parente adolescente do que seria a vida dele sem o Facebook (feito com programação, obviamente).

Existe mercado, e muito, para isso. Mas melhor que isso é: a demanda de mais programadores é simplesmente fora do normal. A primeira coisa que uma pessoa faz ao conseguir dinheiro é investir em coisas digitais, que usam tecnologia. Enfim: estão usando e gastando cada vez mais com tecnologia.
Então ter a programação como profissão é investir no futuro, o negócio só vai esquentar com o tempo...

Se interessou? Vamos dar duas dicas sobre como ser um programador profissional...

1. Estude. Estude mais, e de novo. Não pare.

Vamos ser logo sinceros de cara: você não vai assistir umas aulas, ler uns tutoriais, se tornar programador e nunca mais estudar na vida.
Primeiro você vai estudar muito, mas muito mesmo no começo. No início vai parecer impossível, mas a medida que for estudando, as coisas vão fazendo sentido.

Lembra do ICQ ? Do MSN? Do Super Mario World? Do Orkut? Do seu celular tijolão?
Enfim, as coisas mudam, evoluem, se transformam muito rápido nesse ramo.
Daqui uns anos você vai falar em Facebook e vão rir de você, por ser velho.

Você vai sempre ter que estudar.
A coisa mais importante para se tornar um programador profissional é estudar, saber o máximo possível, ter lido o máximo possível, programado o máximo possível.

Não tem segredo, é trabalho duro.
Estude por nossos cursos, faça os exercícios, compre livros e os revire de ponta a ponta (durma com eles na cabeceira), baixe apostilas, veja vídeo-aulas, acesse fóruns, pergunte e responda dúvidas, e o principal: arregace as mangas e crie códigos, na mão. Vire madrugadas, pense numa melhor solução, numa melhor sacada para seu código até no banho.

Pronto. Isso é o principal, se esforçar o máximo possível.
Os maiores gênios desse ramo não acordaram um dia, tiveram uma ideia na sorte e ficaram ricos e famosos. Não, eles estudaram pra cara...mba.

2. Prove que estudou

Já ouviu alguém falar que chegou num hospital, disse que era médico e foi contratado?
E de alguém que chegou numa empresa e disse 'eu posso administrar' e virou gerente?
Não importa o ramo profissional, é necessário provar que estudou, que se qualificou.

Sim, é possível frequentas faculdades e cursos e ser um baita de um incompetente.
No geral, basta decorar umas coisas na noite anterior a prova, que você conseguirá se formar em boa parte dos cursos do Brasil.
Mas se você seguiu a dica 1 que demos, você vai passar longe desse grupo.

O fato é que: seja em Havard, ITA, IME, Federal, Particular, Curso Técnico ou Certificação, vão te cobrar documentos. É necessário provar que estudou em algum lugar.
Infelizmente só a palavra não conta muito.

Tem gente até que compra uns livros altamente 'bizurados' sobre certificação em Java, decora umas coisas e se tornam certificados oficialmente, e pouco sabem. Sim, dá pra conseguir certificados sem fazer o passo 1, mas vamos adiantando: não adianta de nada ter um diploma, se na hora que você sentar na cadeira pra programar for um baita de um incompetente.

Vale a pena fazer uma faculdade, um curso? Claro que vale, mas aproveite, aproveite seu professor, o material, tente sugar o máximo de conhecimento possível.
Você pode até levar estudando pouco, mas nunca vai ser bom assim.

E vamos ser sincero novamente: o mais indicado é o roteiro básico de prestar um vestibular, ir pra faculdade, estagiar pra pegar experiência e trabalhar.
É o mais requisitado e normal de acontecer.

Mas nem todo mundo pode. Tem gente que não estudou pra passar numa universidade pública, tem gente que não tem dinheiro pra pagar uma faculdade particular, algumas pessoas trabalham e não tem tempo, temos muitos leitores adolescentes, vários de nossos estudantes moram em cidades que não oferecem cursos de programação.

E aí José, o que fazer?

Curso Java Progressivo
Obter meu certificado!


Curso Java Progressivo Online com Certificado 

Para os que desejam não apenas estudar, mas também trabalhar, disponibilizamos nosso material no maior e mais confiável site de cursos, o Buzzero.

Lá tem uma avaliação final, e caso você seja aprovado, receberá um diploma válido em todo território nacional, pode usar também como horas extra-curriculares.

Ah, de quebra, você vai ter acesso a um material de 800 páginas de Java, isso mesmo: 800 páginas.
Maior que qualquer livro ou curso presencial, vai te servir como referência pro resto da vida.

Acesse:
Certificado do Curso Java Progressivo



Criando o primeiro programa em Java - Como iniciar em na programação

Neste artigo iremos começar, de fato a programar.
Veremos o código inicial que será necessário escrever para iniciarmos nossos estudos na linguagem de programação Java.

É um dos tutoriais mais importantes de nossa apostila de Java, e é importante que você estude com atenção.


Curso Java Progressivo
Obter meu certificado!

Como programar em Java do básico

Agora que já instalou o JDK e o NetBeans, está na hora de criar o seu primeiro programa em Java!

Abra seu NetBeans.
Vá em File, depois em New.
Você verá uma série de opções.
São as possibilidades de se programar em Java, os tipos de aplicações etc.
No nosso caso é 'Java' em 'Categories' em 'Projects' escolha 'Java Application'.
Clique em Next.

Tutorial de Java completo para download



Dê o nome ao seu projeto em 'Project Name'. Isso é importante.
Escolha nomes fáceis, sem acentuação e sem espaços. Vamos escolher 'Primeiro'.

Em 'Project Location' ficará a pasta onde ficará guardado seus projetos. Então escolha um lugar fácil e bacana também. Crie um local se precisar. Clique em Finish.

Apostila de Java para download


Pronto, você vai iniciar sua primeira aplicação em Java.

Note que apareceu uma tela com várias coisas escritas.
No futuro isso vai ser útil para você, mas por hora, não.

Vamos passar o código para você escrever, compilar e ver  resultado. Depois explicaremos cada detalhe do código, como funciona, para que serve e tal.

Vamos lá, digite exatamente o código a seguir (sim, exatamente, pois a linguagem Java é case sensitive, ou seja, main é algo totalmente diferente de Main, e isso vale para classes, objetos, métodos, variáveis etc, como veremos ao longo do curso):


package primeiro;
public class Primeiro {  
   public static void main(String[] args) {  
     System.out.println("Meu primeiro programa em Java!");  
   }  
 }


Está vendo aquela setinha verde ali? Do lado de um martelo e uma vassoura? Se você pousar o mouse em cima verá 'Run Main Project'.
Clique nela.
Seu projeto será compilado e irá rodar.

Curso de Java para download


O resultado do seu programa irá aparecer na tela debaixo, a frase: 'Meu primeiro programa em Java!"

Caso não apareça, certifique-se de que não escreveu nada de errado.

Aqui vai uma dica preciosa: embora eu vá te mostrar os códigos, sempre, mas SEMPRE digite os seus códigos!
É um habito que tem que ter! Não fique copiando e colando, pois não vai aprender nada!
Porém, se digitar tudo que for passado aqui, aos poucos irá memorizando e sem fazer esforço algum, irá aprender naturalmente.

Caso tenha dado algum erro, poste na área de comentários.
Caso tenha dado tudo ok, parabéns, você já programou em Java. No próximo artigo explicarei o que você fez, o motivo disso tudo ter acontecido, faremos algumas alterações, erraremos de propósito para o NetBeans nos avisar do erro e tentarmos consertar etc.

Ver o código comentado.

PS: Note que, ao criar um projeto no NetBeans, na verdade aparece isso:

/*
 * To change this template, choose Tools | Templates
 * and open the template in the editor.
 */
package primeiro;
/**
 *
 * @author JavaProgressivo
 */
public class Primeiro {
    /**
     * @param args the command line arguments
     */
    public static void main(String[] args) {
        // TODO code application logic here
    }
}


Um erro comum é escolher o nome do projeto como "Primeiro" e digitar "public class primeiro". "Primeiro" é diferente de "primeiro".
---------------
O que vai nos interessar é do "public class..." em diante.
O que aparece nas letras em verde ou azul, são apenas comentários e não são levados em conta pelo Java na hora de rodar suas aplicações.

Porém, se você usar outra IDE, como Eclipse, irá aparecer outra coisa:

public class Primeiro {

    /**
     * @param args
     */
    public static void main(String[] args) {
        // TODO Auto-generated method stub

    }

}

---------------

Porém, como disse, o que vai importar (por hora) é o que está dentro do main().

O "package primeiro;" pode ficar ali, sem problemas, e se refere ao nome do seu projeto.
É como se seus aplicativos fizessem parte de um pacote, no caso, o nosso pacote é chamado de "primeiro".

Poderíamos criar um pacote chamado "matematica", com várias fórmulas e funcionalidades matemáticas.
Depois poderíamos criar um pacote chamado "Estatiticas" e usar seu pacote, previamente feito, "matematica" nesse pacote de estatística. Assim evitaria ter que programar tudo de novo.

Em breve, ao longo de nosso curso de Java online, aprenderemos sobre comentários e pacotes.

Possíveis problemas com o NetBeans

Bem, alguns leitores entraram em contato relatando alguns problemas.
Como pode ser dúvida de mais gente, vou relatar um aqui e sua solução.

O leitor Raphael, através da área de contato, disse que quando rodava o seu primeiro programa não aparecia nada, e quando me mandou um print screen, aparecia um erro, dizendo que não havia encontrando a classe main:
"Erro: não foi possível localizar nem carregar a classe primeiro. Primeiro"

Pois bem, como eu expliquei pra ele ao ver seu print:

O que pode acontecer é que, as vezes, estamos com vários projetos abertos no NetBeans, aí quando clica pra rodar, ele não sabe qual rodar e dá esse problema.

Vá ali no menu, escolha o projeto que quer rodar, clica com o botão direito em cima dele e vai em "Run".

Quando há algum erro em nossos programas, o programa avisa...note que ali no começo da linha tem umas lâmpadas...pousa o mouse ali em cima delas (tanto na lampada amarela com o sinal vermelho, como a lampada amarela), vai exibir algum aviso de problema ou sugerir alguma solução.

Por favor, quaisquer dúvidas e problemas que venham a ter, entrem em contato.
Suas dúvidas podem ser de outras pessoas, e isso faz crescer a quantidade de informação de nosso tutorial em Java, o curso Java Progressivo.

Como ser um excelente programador

Antes, gostaríamos de sugerir o nosso texto 'Como ser um excelente programador', nele a gente vai te orientar sobre:
  1. O que estudar
  2. Como estudar programação da maneira correta
  3. O que é importante estudar
  4. Quais linguagens é bom saber
  5. Qual a melhor a melhor linguagem de programação
  6. Como entrar no mercado do trabalho
  7. Como se portar corretamente numa entrevista de emprego
  8. A característica mais importante que um programador deve ter

É simplesmente tudo que eu gostaria de saber antes de começar minha carreira de programador. Se eu tivesse lido o texto no início de meus estudos, teria aprendido programação bem mais rapidamente e mais corretamente. Sério, não deixem de ler, vai mudar sua vida.

Acesse nossa apostila para ler:


Como me tornei um Programador Java (e vivo disso)

Hoje peço licença pra todos os estudantes do Curso Java Progressivo, pra mudar um pouco o foco do site. Em vez de falar de programação Java, vou falar de como usei ela pra me tornar um programador Java Profissional.

Sim, eu trabalho com Java, vivo de Java, Java paga meu aluguel, meu financiamento do carro e em breve vou poder conhecer o Nordeste, graças ao Java.

Como suguei e aprendi muita coisa aqui, espero retribuir um pouco.

Minha história com o Java

Como ganhar dinheiro com Java
Me chamo Emanuel Rubens, tenho 29 anos e sou do interior do Paraná, numa cidade chamada Almirante Tamandaré, colada em Curitiba.

Ao contrário do que muitos pensam, não, não sou rico nem a maioria daqui (povo acha que quem é de Curitiba é sempre rico, melhor capital do Brasil, melhor IDH blábláblá).

Pois é, estudei em Escola Pública e obviamente rodei no vestibular, passei nem na primeira fase (não tinha ENEM na época), e comecei a trabalhar com um primo, consertando computadores (trocando HD, Memória RAM etc), mas sempre me interessei por computação.

Como me tornei programador Java
Comecei a pesquisar "como programar" no Google, e dentre as várias opções, fui pro Java. Gostei do nome e sabia que era usado para criar aplicativos.

Muitos sites, apostilas, vídeos...mas seguiam um padrão: ensinavam o Hello World, e depois falavam de SQL, Banco de Dados, Herança, Polimorfismo...me sentia um bosta.

Até que achei um site que me tratou como idiota.
Sim, era tudo que eu precisava: o Java Progressivo assumia que eu não sabia absolutamente nada da bagaça, me ensinou o que instalar, onde baixar, onde clicar, o que digitar, onde olhar.

E foi assim: devagar. Primeiro faça isso. Entenda porque isso acontece. Aprendeu? Me dá sua mão bebê, vamos pro próximo passo.

E passo a passo, devagarzinho, fui aprendendo as coisas, mas bem devagar mesmo, quase 1 ano e meio.
Depois aprendi a caminhar com minhas próprias pernas, pesquisar em inglês, Stack Overflow, entrar em grupos do Face, fórums da internet etc.

Mas vira e mexe, volto aqui nesta casa pra relembrar algo.
Aqui que me considerei e vi que era um programador Java.

Como se tornar Programador Java:
99% do Segredo

Eu vou jogar a real, não tenho interesse em te trazer a um mundo de fantasias e vou te dizer o que fazer caso deseje levar isso a sério e ganhar dinheiro com isso.

99% do segredo é: estudar insanamente.
Via vídeo-aulas, comprei livros recomendados e tava sempre aqui, dia após dia, quebrando a cabeça.

Curso de Java online grátis com certificado
As vezes chegava em casa cansado do trabalho, mas ia programar um pouco.
Queria ver Big Brother (me julguem), mas acabava indo aprender como fazer o maldito jogo da velha.
Dava vontade de ver um filme, mas ia quebrar a cabeça tentando fazer meu campo minado.
Dava vontade de dormir, mas ia tentar fazer as questões propostas pelo Java Progressivo. Bem comum varar noites.

Já passei mais madrugadas com este site do que com minha atual namorada (fato que pretendo mudar, com o tempo hehehe).

O segredo é esse: é sentar a bunda e estudar. Aqui foi minha principal fonte de estudo.
Era ler, tentar entender os códigos comentados, questões resolvidos e tentar resolver os exercícios, tentar, tentar, tentar...mesmo chorando em posição fetal, ficava tentando...as vezes fazia mil linhas de um código tosco e feio, e os malditos do Java Progressivo resolviam em 50 linhas de uma maneira linda.

É a vida. Mas aprendia.
Isso é necessário, porém não é suficiente.

Como Ganhar Dinheiro Sendo Programador Java

Ok, eu me tornei um programador. Fiz um sistema de compra e vendas, liguei duas máquinas em servidor, depois 3...daqui do site pra fazer aplicativos Android, é um pulo bem simples.

Bacana. Eu sabia.
Mas o resto do mundo não sabia que eu sabia.

Tentei emprego, pegar projetos, mas as pessoas pediam uma 'prova' de que eu sabia programar.
Como ia mostrar, caraio, se ninguém deixava eu trampar e mostrar que sabia?

Mas isso era um problema meu e de todos.
Não adianta nada ser a pessoa com mais conhecimento do mundo em Medicina, se não tem diploma de Medicina.
Pode ser o maior gênio da engenharia, mas só vai ser empregado se tiver diploma da maldita engenharia.

Então fui fazer algo que nunca tinha feito: gastar dinheiro com programação.
Porra, eu queria ganhar e tinha que gastar??? Demorei meses pra me decidir, e fui num curso indicado aqui pelo site, que forneciam o tão sonhado certificado.

Primeiro fiz o de "Curso de Orientação a Objetos com Java" da Brava:



Meu primeiro impacto foi quebrar a cara. Achei basicamente tinha pago pra ganhar o certificado.
Nada. Curso top demais, com gente pra me ajudar, com instrutor ali pra conversar, tirar dúvida, falando do mercado de trabalho (o cara tem experiência), dando dicas pra eu ir aprendendo a programar voltado pro mercado, levei altos puxões de orelhas sobre péssimos hábitos no código.

Aproveitei e emendei o de Android:


E pela primeira vez alguém da minha família (e minha namorada) entendeu que raios eu fazia da vida: mostrei um aplicativo de celular que fiz (Cannon, aquele jogo das bolinhas que fica quebrando os tijolos e não podemos deixar a bola cair, mexendo um pauzinho lá embaixo).

Embora tenha recebido um "Amor, mas já existe esse joguinho e bem mais bonitos" (não esperem muito ânimo por parte de seus namorado(a)s e familiares não), fiquei muito feliz.

Metendo as caras no Mercado de Trabalho

Pra encurtar minha história, fui atrás de freelas e projetos.
Não achei, não importa o quão bom você seja, ninguém vai dar grana pra alguém que nunca participou de algum projeto.

Então comecei a me oferecer de graça. Sim, não tenho vergonha disso e adoraria que tivessem me passado esse bizu hoje.

Cheguei nos grupos e no Workana (site de freelas, de onde obtenho MUITOS MAS MUITOS PROJETOS HOJE EM DIA, mais até do que posso dar conta), e simplesmente me ofereci de graça pra pegar experiência.

Peguei experiência, conheci muitos programadores e empresas, e finalmente tinha um portfólio, algo pra mostrar: olha eu fiz, olha eu ajudei, olha eu tava nesse projeto.

Do momento que senti minha bunda pra sentar com afinco no Java Progressivo até conseguir dinheiro pra me sustentar, foram dois longos anos, mas que valeram muito a pena.

O próximo passo é juntar uma grana, vou montar minha empresa, contratar meus programadores, designers e seguir crescendo.

Não tem segredo galera, duas coisas:
Estudem muito, insanamente, mais que todos (você estão no site CERTO pra começar, leiam de cabo a rabo do site, fazendo tudo que disserem)
Tem que investir, vai investir seu tempo (deixar de sair, dormir, ver filme, série, etc) pra estudar e dinheiro pra tirar suas certificações

Não tem fórmula mágica nem milagre!
Qualquer dúvida, podem deixar e-mail ou comentários que respondo com o maior prazer.

Como Programar Para Android - Curso Online com Certificado

Devido a alta busca e dúvidas de pessoas sobre como programar para Android, resolvemos fazer um artigo bem interessante, falando um pouco da relação do Android e do Java.

E, claro, mostrando como fazer para entrar nesse fantástico e promi$$or meio, que é da programação de aplicativos para Android.

Como aprender Java e ser um Programador - Guia Definitivo

É comum recebermos toda semana diversas dúvidas de usuários que querem aprender a programar em Java e não fazem ideia por onde começar nem o que fazer para ser um programador.

E, certamente, o problema não reside na falta de material: é o contrário.
Na internet, há diversas apostilas, tutoriais, vídeo aulas, tem os cursos presenciais, à distância, faculdades, cursos técnicos etc, e isso acaba fazendo as pessoas até desisterem dessa vontade se tornar um programador Java.

Nesse tutorial tentaremos esclarecer e guiar os leigos no assunto, sobre o que e como fazer para aprender Java e se tornar um programador profissional.

JRadioButton - Botão de Rádio ou de Opção (Tutorial de Java GUI)

Neste Tutorial de GUI em Java, vamos falar dos Radio Buttons, também conhecidos por botão de opção ou botão de rádio, que são usados para fazer escolhas únicas:

Curso de Java completo online grátis com certificado

Apostila de Java completa para download pdf

JCheckBox - Como Usar Botões de Checagem (CheckBox ou Caixa de Seleção) (Tutorial de Java)

Neste Tutorial de Java sobre GUI, vamos saber o que é, para que serve e como usar o JCheckBox, um componente muitíssimo importante e usado em aplicações gráficas, que serve para 'checar' ou marcar uma opção.

Apostila de Java para download, Curso de Java, Tutorial online completo

Como ler caracteres, Strings e Bytes de um arquivo em Java

Neste tutorial de nossa apostila Java Progressivo, iremos aprender as diferentes maneiras de se ler dados de um arquivo na linguagem Java.

Iniciaremos mostrando como ler caractere por caractere de um arquivo.
Em seguida, veremos como ler Strings (ler linhas inteiras).
E por fim, veremos como ler quaisquer tipos de bytes de um arquivo, seja seu conteúdo de texto, vídeo, música ou binário.

Entrada, Saída e Tipos de dados - Fluxo (stream) e o pacote Java.io

Agora que já explicamos o que são e a importância dos arquivos, nesse tutorial vamos entrar em mais detalhes sobre como usar os arquivos em nossos programas Java.

Para isso, vamos entender um pouco mais sobre os tipos de dados que vamos trabalhar, por onde entram, saem, fluxo (stream) e o pacote java.io que vai nos permitir fazer uso dos arquivos.

Arquivos (Files) em Java

Neste tutorial de Java de nosso curso, vamos apresentar um conceito bem diferente de se trabalhar com dados, e sem dúvidas um dos mais importantes em programação Java.

Não é por menos que iremos dedicar uma seção inteira de nosso site para ensinar como usar arquivos (files), em Java.

JTextField e JPasswordField - Como usar caixas de texto e de senha em Java

Apostila de Java para download
Dando continuidade a nossa seção de Interfaces Gráficas do Usuário (GUI), vamos ensinar o que é, para que serve e como usar as caixas de textos e de senha, as JTextField e JPasswordField, que nos possibilitarão a comunicação entre nosso aplicativo Java e a entrada do usuário pelo teclado.

Ao final deste tutorial de Java, iremos criar um exemplo mostrando uma aplicação simples de Login e Senha.

Livro e Ebook - Java e Programação Orientada a Objetos: Uma abordagem didática

Ebook para download sobre JavaJá é um costume da apostila Java Progressivo revisar e dar dicas sobre diversos livros na área de programação Java, como fizemos com os livros da Deitel e Use a Cabeça.

Se notarem, os autores são todos de outros países, e o motivo não é à toa: a maioria dos autores na área de programação são de fora, ainda é um costume raro ter brasileiros criando livros sobre computação.

Mas recebemos um contato muito interessante, e iremos avaliar e indicar um livro bem diferente dos demais, escrito por um brasileiro, o livro: "Java e Programação Orientada a Objetos: Uma abordagem didática", de Helder Guimarães Aragão.

Nesse artigo iremos fazer um review completo sobre o livro, que está disponível tanto impresso como em uma versão de livro digital.


Tratamento de eventos - Extends e Implements, Classe Interna e Objeto anônimo - Como mudar a cor de um JFrame

No tutorial passado de nossa apostila de Java, demos introdução ao tratamento de eventos e ações em GUI. Explicamos os conceitos de ActionListener, ActionEvent, actionPerformed e Event Handling, de um modo geral.

Lá mostramos uma maneira de criar um tratador de eventos, onde criamos uma classe que implementa a classe abstrata ActionListener.
Como mudar o background de um programa em JavaNeste artigo iremos mostrar outras maneiras de criar esse tratador de eventos.

Vamos fazer isso através de um aplicativo que cria botões com JButton que fazem com que o fundo (background) de nosso programa mude de cor quando clicamos nesses botões.

Tratando evento e ações em GUI - Event Handling, ActionListener, ActionEvent e actionPerformed

No artigo passado de nossa apostila de Java, ensinamos como criar botões em Java através da classe JButton, e vimos que nossos aplicativos gráficos estão começando a ter um aspecto mais agradável e estão se tornando cada vez mais profissionais.

Neste tutorial de Java vamos ensinar como tratar eventos e ações, e a partir de agora nossas ações (como clicar, apertar alguma tecla etc) na GUI irão dar disparar qualquer funcionalidade que queiramos.

JButton - Como criar botões em aplicativos Java

No tutorial passado de nossa apostila de Java, ensinamos como criar um JLabel para exibir textos e imagens em uma GUI (aplicação de interface gráfica do usuário) e vimos que nossos programas estão ficando cada vez mais agradáveis graficamente.

Neste tutorial vamos falar sobre um dos elementos mais importantes e usados em aplicativos GUI: os botões! Que são criados através do componente JButton.

JLabel - Como criar rótulos com textos e imagens em frames

Agora que aprendemos os conceitos básicos de JFrame e JPanel, bem como ensinamos como fazer alguns desenhos interessantes em Java, já estamos um pouco familiarizados com a programação gráfica em Java.

Agora vamos mostrar os principais componentes do pacote Swing.
Neste artigo de nosso apostila, vamos ensinar como colocar textos (JLabel) e imagens (Icon e ImageIcon).

Tutoriais de Java

Como Ganhar na Loteria