Como entrar no Mercado de Trabalho Java

O que estudar para ser programador Java?

Para ser Juiz ou Advogado, faça Direito.
Para construir edifícios e grandes obras, estude Engenharia Civil.
Para curar as pessoas, estude Medicina ou seja influente (para fazer com elas pensem que estão curadas) e vire Pastor.

E para ser programador? O que estudar? Para onde ir? Se formar em que?

Felizmente, a área de TI (tecnologia da informação) é bem democrática. Ela não te limita a fazer um curso específico de faculdade, curso técnico ou mesmo ter alguma formação.
Você pode estudar:

Dificilmente alguma empresa - dificilmente mesmo - irá obrigar você a ter 'tal curso', pois vários cursos, de várias faculdades podem preparar um aluno para ser programador/desenvolvedor. Até mesmo os concursos públicos especificam várias áreas que um profissional pode ser formado para preencher uma vaga na área de TI.
Mas pesquise sobre cada uma e veja qual tem mais a ver com você, pois não são iguais. Só vão usar programação.

Ir pra faculdade ou fazer um curso técnico ?

O padrão, em todo mundo, ainda é estudar bastante, passar num vestibular concorrido, cursar uma conceituada universidade, se esforçar bastante na graduação e colher seus frutos atuando como um ótimo profissional.

Porém, é o mais indicado. Não a única maneira. Existem muitas pessoas da área que nunca nem pisaram em uma instituição de ensino superior e ganham bem na área de TI. Muitos trabalham por conta própria, mostram seus trabalhos na internet - através de sites pessoais -, fecham seus contratos e são seus próprios chefes. São os freelancers.

Tem muita gente que se ilude achando que o que emprega é o nome da faculdade ou o diploma. Eu digo com toda a certeza e segurança do mundo: o nome de sua instituição de ensino não serve de nada na hora de conseguir um emprego.

Então por que um aluno de Harvard, do ITA ou do IME muitíssimo provavelmente vai ser bem sucedido em sua vida?
Ora, quem vai contratar ele não vai dizer 'ah, esse estudou no IME, vou dar todo meu dinheiro para ele'.
Provavelmente ele vai ter sucesso na sua vida porque estudou insanamente para entrar em uma dessas instituições, estudou mais ainda para se formar e com toda a certeza vai continuar se esforçando durante seu trabalho. Ou seja, eles se esforçaram e se esforçam mais que a maioria.

O que vai importar é isso: o quanto você estudou, o quanto sua bunda ficou na cadeira e você ficou estudando, programando, tentando descobrir porque seu programa não roda, quantas pesquisas no google você fez e quantos livros estudou.
Não importa a faculdade que fez, o curso técnico ou o nome da certificação.


Certificações, valem a pena?

Sim, valem. Porém, certificação é outro grande mito que digo com letras garrafais: CERTIFICAÇÃO NÃO PROVA ABSOLUTAMENTE NADA. É muito, mas muito comum as empresas simplesmente não darem a mínima para certificações. O que, então, elas se importam?
Elas se importam mais com o que você sabe e, principalmente, com o que você já fez. Que projetos já participou, o que sabe fazer.
Resumindo: vão sentar e conversar com você, perguntar o que sabe fazer, que ferramentas usa e com o quê sabe mexer. Se tiverem interesse, farão um teste. Ou seja, não querem ver nome de faculdades ou certificados, querem é o 'real', o que você sabe mesmo e o que já fez.

Então certificações são inúteis? Não, não são.
Se puder fazer, faça. Estude, tente aprender o máximo possível. Ter não é ruim, com certeza. O que eu quero dizer é: NÃO SE CONFIEM EM CERTIFICAÇÕES ! ! !

O grande problemas delas é que é possível obter certificados sem saber programar!
Existem livros, sites e materiais voltados para obter certificados! Você simplesmente decora, vai lá na prova e passa. Infelizmente não dá para garantir que uma pessoa tem conhecimentos numa linguagem somente porque ela tem um certificado.

Mas, repetindo, é bom sim ter certificados. Ao contrário de cursos, por exemplo, são reconhecidos mundialmente.

Aqui você encontra informações sobre e por onde começar a estudar para os certificados Java.
Aqui tem informações sobre simulados de certificados Java.
E aqui um fórum exclusivo para informações sobre certificações.


Como obter experiência profissional em Java ?

Esse é um grande problema.
Realmente as empresas exigem experiência.

Qualquer empregador com um mínimo de bom senso vai preferir um profissional com anos de experiência do que um recém formado (mesmo que tenha tido ótimas notas na faculdade).

Acredite: por mais que estude, faça faculdade, pós e use dezenas de livros, nada, mas nada susbtitui trabalhar. A experiência é totalmente diferente de um curso acadêmico e/ou técnico.
Tem coisas que só se aprende na hora do trabalho. Trabalho em grupo, chefe, pressão, horário pra entregar, aprender com colegas, aprender a se virar, técnicas de segurança, aprender a lidar com clientes etc etc.

Mas daí surge uma grande dúvida: se só contratam quem tem experiência, como um iniciante vai obter experiência?

Primeiro, deixe seu ego de lado. Se tiver sorte, vai ganhar algo no começo. Óbvio que será bem pouco mesmo.

Se não ganhar, trabalhe de graça mesmo. No meio acadêmico, ser voluntário de projeto é bem comum e totalmente válido. Você obtém experiência e é o certo.
Se coloque no lugar do empregador: ninguém vai te pagar para fazer nada, ou quase nada.
E acredite: pois que você tenha estudado, na hora de começar a trabalhar, você vai fazer muito pouco. Vai levar meses até ser realmente útil. E anos até ser um profissional.

Se não estiver no meio acadêmico, participe de fóruns, como o GUJ e o Java Free e outros que cite na seção de links.
Crie um perfil sério, com seu nome (não tente dar uma de h4ck3r) e não use foto do dragon ball. Não xingue livros, IDE's, sistemas operacionais e outros usuários. Seja profissional.

Ajude as pessoas, crie tutoriais, divulgue artigos em sites grandes ou em um site pessoal. Faça parte de grandes fóruns em inglês também.

Inglês, não é bom nem importante. Inglês é essencial. Não é vantagem, é normal saber.
Se não souber, está em grande desvantagem.

Não querendo menosprezar esse grande sistema operacional e o editor de textos, mas não é vantagem dizer que sabe usar Windows e Bloco de Notas.
Não perca tempo nem essa oportunidade: use Linux.
É um grande diferencial. Use várias IDE's também. Teste o Eclipse, o NetBeans e vários FrameWorks.

Teste, mexa...participe de fóruns. Viu um nome diferente? Pesquise no Google!
Adquira experiência. A maior parte das coisas que profissionais Java aprenderam foi buscando, fuçando e indo atrás, e não em cursos e faculdades.

Projetos Open Source

Quem é do meio GNU/Linux já está habituado a estes nomes: open source, free, código livre, software livre...em suma, são aplicativos desenvolvimentos e liberados para serem usados de forma gratuita.
O melhor exemplo de Projeto Free (gratuito) e open source (código fonte aberto e livre pra estudo/alteração) é o sistema operacional Linux.

Existem milhões de aplicações, jogos, frameworks, plugins e o que você imaginar de projetos sendo desenvolvidos com essa filosofia.

Participar do processo de criação de um projeto desse é de uma utilidade e enriquecimento profissional imensurável. Isso te leva do patamar de iniciante/amador para profissional.
Pode ter certeza que ter experiência em um projeto desses conta muito, mas muito mesmo, na hora de obter um trabalho.

É uma excelente maneira de se obter e comprovar experiência. Não perca tempo, participe de projetos livres! Entre nos seguintes sites e procure os projetos que mais te interessam (note que, ao entrar, você vai se dedicar e vai ter experiência naquele tipo de trabalho e vai buscar emprego que exijam tal experiência - portanto, escolha bem em que quer participar!).



Experiência em projeto vale mais que qualquer certificação!

17 comentários:

Anônimo disse...

1º Vez que tenho contato com o site... E digo que tudo oque está ae é a pura verdade

Anônimo disse...

Concordo que quase tudo que você escreveu. Porém, não adianta falar apenas do "mar-de-rosas", é necessário abrir os olhos do pessoal para uma triste realidade da profissão de analista/programador. Muitas empresas vão te explorar ao máximo, vão te sugar feito vampiro. Esqueça alguns fins de semana, esqueça chegar em casa antes das 22h na melhor das hipóteses. Você ainda pode se matar de estudar e passar em um concurso público para sua área. Ai reze para não cair na mão de algum imbecil de faculdade metido a chefe ou a sucessivas trocas de chefias onde cada um quer testar seu método (e você que se ferra, pra variar). E essa nem é a pior parte, pois existe uma coisa mais nefasta ainda chamada USUÁRIO. Dependendo do poder que ele tiver dentro do seu local de trabalho, ele irá de azucrinar, persegui-lo, cobrar funcionalidades que não irão servir para nada mas que darão um trabalho imenso. Enfim, em termos comparativos, só dois bichos sobreviveriam a uma guerra nuclear, as baratas e os usuários de software em órgão público.
Desculpe se usei um tom meio agressivo no texto, porém não pude ficar quieto vendo que as pessoas esquecem de mencionar o lado nem um pouco agradável da nossa área de trabalho. Pode ser que o sujeito dê sorte e nada disso aconteça com ele, mas pode ser que não. Se acontecer é bom estar preparado. Tenho amigos que desistiram da área de informática e foram fazer um curso de Direito por conta de tanto aborrecimento. Eu trabalho com isso há 15 anos e, sinceramente, não faria tudo de novo se fosse preciso. Bom, essa é a opinião de um profissional experiente que já passou por diversas áreas de TI do mercado de trabalho e atualmente é funcionário público atuando na área de TI. Boa sorte a todos.

Java Progressivo disse...

Olá Anônimo,

Grato por compartilhar sua opinião e experiência de vida.
Sim, o texto é pra incentivar, e não falei só do mar-de-rosas, falei o que aconselho: estude. Saiba mais que a maioria.

A realidade que você 'abriu os olhos', é a sua e da maioria.
Mas não de todos, e de longe, não é a única opção.
É aí que eu faço uma crítica a sua visão e experiência, que é o relato da maioria das pessoas do meio.

Considero a visão profissional das pessoas do nosso meio muito limitada. A grande maioria se acha capaz só de ser empregado.
E empregado é o mesmo em qualquer canto: tem chefe, trabalha muito, é sugado, desvalorizado e ganha menos do que merece.

Gostaria de aproveitar a oportunidade pra também abrir os olhos e mostrar opções que passam despercebidos: gosta de Java? Ou de TI? Não, você não é obrigado a ser empregado.
O que muitos veem é: quem gosta de programar é programador.
Não, não é só isso. Como disse antes, essa visão é limitadíssima e é a da grande maioria.
Você pode coordenar outros programadores, você pode chefiar um setor de TI, você pode liderar outros.
Em qualquer profissão, os mandados ganham pouco, e o que mandam ganham mais.

Essa visão de 'chefe=burro' é bem comum na mente dos programadores, talvez pelas tirinhas do Vida de Programador.
Mas não se iludam: no geral, é preciso sim saber e ter mais experiência que a maioria pra chefiar. E se ganha bem, mas bem melhor mesmo.
Então, por que não se engajar nisso, por que não tentar melhorar?
Por que não abrir sua empresa? Por que não se juntar com os colegas de faculdade e montar uma micro-empresa? Você irá continuando tendo contato com programação e tecnologia.

Outro detalhe que passa despercebido: não é só programador que programa.
Quer ganhar bem pra programar? Sair ganhando bem assim que sai da faculdade?
Eu aconselho, no momento, as engenharias: elétrica, eletrônica, de computação e telecomunicações. Essas áreas mostram outro detalhe tido comum visto pelos profissionais da área "ah, vai ter sempre que lidar com usuários". Não, nem sempre. Nessas áreas, por exemplo, se lida mais com outros programadores e há pouco, ou nenhum contato com usuários. Na área executiva/administrativa de TI, pode se trabalhar com profissionais somente da área.
Além de estudar muita TI e programação, e serão bem mais valorizados que programadores.

Enfim, pra não me alongar mais:
Gosta de TI e/ou programação?
Ser programador não é a única opção.
Ser funcionário não é a única opção.
Não se bitolem na computação, estudem outras coisas, se engajem na parte administrativa, de gestão e notem o mar de opções que existem.

A visão do colega Anônimo não é, nem de longe, a única. Mas, infelizmente, é a mais comum.

Java Progressivo disse...

E discordo, como poucas vezes discordei tanto, com o trecho:
"Pode ser que dê sorte".

Não, não é sorte.
Na minha opinião, a visão empreendedora de indivíduos da nossa área é muito, mas muito pobre. Parece que é obrigação o cara de TI ser sempre o empregado...

Na maioria da cabeça dos profissionais, essa visão de investimento e de outras possibilidades além de ser o 'cara da TI', é inexistente.

Anônimo disse...

Queria te parabenizar pela disponibilização do cursos de C e Java, ótima iniciativa.Estou me formando este ano em Sistemas de Informação e estes tutoriais serão de grande ajuda para mim, pois meus conhecimentos nestas linguagens durante a graduação não foram muito sólidos.
Gostaria de sugerir se possível que fosse disponibilizados para outras linguagens como C++ ou até mesmo Cobol.
Obrigado pela atenção,

Nilson

Apostila Java Progressivo disse...

Olá Nilson,

A Equipe agradece seus elogios, e ficamos felizes em contribuir com o aumento do nível de conhecimento das pessoas de nossa área.

Pode ter certeza que temos o objetivo de expandir o projeto para novas linguagens.

É um grande sonho nosso viver somente disso, mas infelizmente o que ganhamos com publicidade não dá, pois nossos sites ainda são pouquíssimo conhecidos, por isso só criamos os projetos aos finais de semana e quando temos tempo livre.

Quem sabe ganhemos patrocínio algum dia, para que possamos trabalhar somente ensinando outras linguagens :)

Andrew1407 disse...

Olá, gostaria de parabenizar as postagens sobre java, sou iniciante, e todas as outras que encontrava, eram boas, mas não o suficiente para fazerem com que entendesse com a clareza que entendo as suas postagens, e melhor de tudo não pagar por isso...

Vou torcer pra que consigam patrocínio, para que possam usar ainda mais a experiencia de vocês para ajudar leigos como eu.

Grande abraço, desejo ainda mais sucesso ao site...

André Luís...

Andrew1407 disse...

Olá, gostaria de parabenizar as postagens sobre java, sou iniciante, e todas as outras que encontrava, eram boas, mas não o suficiente para fazerem com que entendesse com a clareza que entendo as suas postagens, e melhor de tudo não pagar por isso...

Vou torcer pra que consigam patrocínio, para que possam usar ainda mais a experiencia de vocês para ajudar leigos como eu.

Grande abraço, desejo ainda mais sucesso ao site...

André Luís...

Anônimo disse...

eu queria saber sobre a área de jogos digitais....vcs tem conhecimento com essa área?????

Anônimo disse...

Também gostaria de ver algum artigo sobre Jogos Digitais.

Anônimo disse...

Parabens a todos que tiveram essa nobre e corajosa iniciativa de compartilhar os seus conhecimentos para todos.

Anônimo disse...

Já assistir várias aulas, já tive aulas na faculdade, ja fiz cursos sobre programação, mas o curso de vcs é o melhor

Leandro Cirilo disse...

Parabéns pelo site e pela estrutura que ele apresenta. O método de ensino é claro e direto, sem enrolação. Estou gostando demais.
Comecei há uma semana, e obviamente não sei praticamente nada. Quando concluir o curso, volto a comentar o que achei. Mas adianto que não vi cursos, nem pagos, que tivessem tanto cuidado com o método de ensino e com a aprendizagem do aluno. Meus parabéns a toda equipe do site!

josé ferreira disse...

#! Olá sou novato por aqui estou aprendendo "sózinho" com as postagens gratis , este site foi muito ultil para mim fico grato pelo serviço do colega , muito bom trabalho...

Anônimo disse...

Cara, eu faço faculdade de Ciências da Computação e recebi uma oportunidade fantástica de trabalhar num lugar muito bom mesmo. Porém quando cheguei, vi que o que eu sabia não era nada. Tipo nada mesmo. Zero. Nadica.

Meu chefe deu um certo prazo pra eu desenvolver uma aplicação em Java, linguagem que eu não conhecia muito bem.

Se eu ainda to nesse trabalho é porque eu encontrei vocês e esse site me ajudo muito! Me salvo de verdade! Eu tipo assim, realmente devo demais a vocês.

Muito obrigado mesmo.

Nando Olvr disse...

Parabéns jovem, pelo trabalho!!!

Nando Olvr disse...

Parabéns pelo trabalho. Sucesso!

Dicas e Novidades de Java por e-mail

Sabe quanto custa um bom livro de java?
Entre R$ 100,00 e R$300,00

Sabe quanto custa um bom curso presencial de Java?
Entre R$ 1.500,00 até R$ 4.000,00

Sabe quanto custa estudar pelo Java Progressivo?
Absolutamente nada.

Porém, também precisamos de sua ajuda e apoio.
Para isso, basta curtir nossa Fan Page e clicar no botão G+ do Google.