Como me tornei um Programador Java (e vivo disso)

Hoje peço licença pra todos os estudantes do Curso Java Progressivo, pra mudar um pouco o foco do site. Em vez de falar de programação Java, vou falar de como usei ela pra me tornar um programador Java Profissional.

Sim, eu trabalho com Java, vivo de Java, Java paga meu aluguel, meu financiamento do carro e em breve vou poder conhecer o Nordeste, graças ao Java.

Como suguei e aprendi muita coisa aqui, espero retribuir um pouco.

Minha história com o Java

Como ganhar dinheiro com Java
Me chamo Emanuel Rubens, tenho 29 anos e sou do interior do Paraná, numa cidade chamada Almirante Tamandaré, colada em Curitiba.

Ao contrário do que muitos pensam, não, não sou rico nem a maioria daqui (povo acha que quem é de Curitiba é sempre rico, melhor capital do Brasil, melhor IDH blábláblá).

Pois é, estudei em Escola Pública e obviamente rodei no vestibular, passei nem na primeira fase (não tinha ENEM na época), e comecei a trabalhar com um primo, consertando computadores (trocando HD, Memória RAM etc), mas sempre me interessei por computação.

Como me tornei programador Java
Comecei a pesquisar "como programar" no Google, e dentre as várias opções, fui pro Java. Gostei do nome e sabia que era usado para criar aplicativos.

Muitos sites, apostilas, vídeos...mas seguiam um padrão: ensinavam o Hello World, e depois falavam de SQL, Banco de Dados, Herança, Polimorfismo...me sentia um bosta.

Até que achei um site que me tratou como idiota.
Sim, era tudo que eu precisava: o Java Progressivo assumia que eu não sabia absolutamente nada da bagaça, me ensinou o que instalar, onde baixar, onde clicar, o que digitar, onde olhar.

E foi assim: devagar. Primeiro faça isso. Entenda porque isso acontece. Aprendeu? Me dá sua mão bebê, vamos pro próximo passo.

E passo a passo, devagarzinho, fui aprendendo as coisas, mas bem devagar mesmo, quase 1 ano e meio.
Depois aprendi a caminhar com minhas próprias pernas, pesquisar em inglês, Stack Overflow, entrar em grupos do Face, fórums da internet etc.

Mas vira e mexe, volto aqui nesta casa pra relembrar algo.
Aqui que me considerei e vi que era um programador Java.

Como se tornar Programador Java:
99% do Segredo

Eu vou jogar a real, não tenho interesse em te trazer a um mundo de fantasias e vou te dizer o que fazer caso deseje levar isso a sério e ganhar dinheiro com isso.

99% do segredo é: estudar insanamente.
Via vídeo-aulas, comprei livros recomendados e tava sempre aqui, dia após dia, quebrando a cabeça.

Curso de Java online grátis com certificado
As vezes chegava em casa cansado do trabalho, mas ia programar um pouco.
Queria ver Big Brother (me julguem), mas acabava indo aprender como fazer o maldito jogo da velha.
Dava vontade de ver um filme, mas ia quebrar a cabeça tentando fazer meu campo minado.
Dava vontade de dormir, mas ia tentar fazer as questões propostas pelo Java Progressivo. Bem comum varar noites.

Já passei mais madrugadas com este site do que com minha atual namorada (fato que pretendo mudar, com o tempo hehehe).

O segredo é esse: é sentar a bunda e estudar. Aqui foi minha principal fonte de estudo.
Era ler, tentar entender os códigos comentados, questões resolvidos e tentar resolver os exercícios, tentar, tentar, tentar...mesmo chorando em posição fetal, ficava tentando...as vezes fazia mil linhas de um código tosco e feio, e os malditos do Java Progressivo resolviam em 50 linhas de uma maneira linda.

É a vida. Mas aprendia.
Isso é necessário, porém não é suficiente.

Como Ganhar Dinheiro Sendo Programador Java

Ok, eu me tornei um programador. Fiz um sistema de compra e vendas, liguei duas máquinas em servidor, depois 3...daqui do site pra fazer aplicativos Android, é um pulo bem simples.

Bacana. Eu sabia.
Mas o resto do mundo não sabia que eu sabia.

Tentei emprego, pegar projetos, mas as pessoas pediam uma 'prova' de que eu sabia programar.
Como ia mostrar, caraio, se ninguém deixava eu trampar e mostrar que sabia?

Mas isso era um problema meu e de todos.
Não adianta nada ser a pessoa com mais conhecimento do mundo em Medicina, se não tem diploma de Medicina.
Pode ser o maior gênio da engenharia, mas só vai ser empregado se tiver diploma da maldita engenharia.

Então fui fazer algo que nunca tinha feito: gastar dinheiro com programação.
Porra, eu queria ganhar e tinha que gastar??? Demorei meses pra me decidir, e fui num curso indicado aqui pelo site, que forneciam o tão sonhado certificado.

Primeiro fiz o de "Curso de Orientação a Objetos com Java" da Brava:



Meu primeiro impacto foi quebrar a cara. Achei basicamente tinha pago pra ganhar o certificado.
Nada. Curso top demais, com gente pra me ajudar, com instrutor ali pra conversar, tirar dúvida, falando do mercado de trabalho (o cara tem experiência), dando dicas pra eu ir aprendendo a programar voltado pro mercado, levei altos puxões de orelhas sobre péssimos hábitos no código.

Aproveitei e emendei o de Android:


E pela primeira vez alguém da minha família (e minha namorada) entendeu que raios eu fazia da vida: mostrei um aplicativo de celular que fiz (Cannon, aquele jogo das bolinhas que fica quebrando os tijolos e não podemos deixar a bola cair, mexendo um pauzinho lá embaixo).

Embora tenha recebido um "Amor, mas já existe esse joguinho e bem mais bonitos" (não esperem muito ânimo por parte de seus namorado(a)s e familiares não), fiquei muito feliz.

Metendo as caras no Mercado de Trabalho

Pra encurtar minha história, fui atrás de freelas e projetos.
Não achei, não importa o quão bom você seja, ninguém vai dar grana pra alguém que nunca participou de algum projeto.

Então comecei a me oferecer de graça. Sim, não tenho vergonha disso e adoraria que tivessem me passado esse bizu hoje.

Cheguei nos grupos e no Workana (site de freelas, de onde obtenho MUITOS MAS MUITOS PROJETOS HOJE EM DIA, mais até do que posso dar conta), e simplesmente me ofereci de graça pra pegar experiência.

Peguei experiência, conheci muitos programadores e empresas, e finalmente tinha um portfólio, algo pra mostrar: olha eu fiz, olha eu ajudei, olha eu tava nesse projeto.

Do momento que senti minha bunda pra sentar com afinco no Java Progressivo até conseguir dinheiro pra me sustentar, foram dois longos anos, mas que valeram muito a pena.

O próximo passo é juntar uma grana, vou montar minha empresa, contratar meus programadores, designers e seguir crescendo.

Não tem segredo galera, duas coisas:
Estudem muito, insanamente, mais que todos (você estão no site CERTO pra começar, leiam de cabo a rabo do site, fazendo tudo que disserem)
Tem que investir, vai investir seu tempo (deixar de sair, dormir, ver filme, série, etc) pra estudar e dinheiro pra tirar suas certificações

Não tem fórmula mágica nem milagre!
Qualquer dúvida, podem deixar e-mail ou comentários que respondo com o maior prazer.

5 comentários:

Guilherme disse...

A um tempo eu venho tentando e tendo dificuldade. Ainda mais depois ver vagas de empregos em site para programadores, onde você tem que saber MUITO e ter experiência. é algo dificil

Curso Java Progressivo disse...

Guilherme, não tem pra onde correr, se for iniciante minha sugestão é se voluntariar em sites de freelancer, por exemplo, pra ajudar programadores já experientes.

Anônimo disse...

To estudando por aqui Emanuel.
Sou de Rio Branco, colado em tamanda.
Abraço

Regina disse...

Me identifico com sua história, obrigada pelas dicas e por compartilhar!!!
então mãos a massa!!! Ah por favor deixe os sites de freela !
Até;
Regina

Bruno Amaral disse...

Emanuel, pode me passar meu email para eu tirar algumas duvidas sobre programação?

Tutoriais de Java